Autoeficácia Esportiva: uma revisão integrativa dos instrumentos de medida

Thais do Amaral Machado, Mayara Juliana Paes, Sabrina Rebeca Berbetz, Joice Mara Facco Stefanelo

Resumo


O papel da autoeficácia no desempenho é foco de estudo no âmbito esportivo. O objetivo desta revisão sistemática foi verificar os instrumentos empregados para mensurar a autoeficácia relacionada ao desempenho esportivo e identificar suas propriedades psicométricas. Buscaram-se artigos nas bases de dados Eric, Scopus e APA (Psycnet), com os descritores self-efficacy, sports, performance. Dos 13 estudos selecionados para análise, constatou-se que a maioria propôs instrumentos específicos para a pesquisa, seguindo recomendações do guia de construção de medidas de autoeficácia; apenas um artigo apresentou o processo de validação; a consistência interna foi a propriedade psicométrica mais reportada; não houve referência à reprodutibilidade dos instrumentos e tampouco divulgação dos instrumentos utilizados nas pesquisas. Conclui-se que a reprodutibilidade dos instrumentos permitiria maior confiabilidade na análise dos resultados e controle de variáveis cognitivas que afetam o rendimento esportivo e que um padrão ouro de avaliação da autoeficácia em contexto esportivo específico se faz necessário.


Palavras-chave


Educação Física. Esportes; Psicologia do Esporte

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 0103-3948 (impresso) e ISSN 2448-2455 (on-line) e-mail: revdef@uem.br