Riscos psicossociais no trabalho que podem levar ao estresse: uma análise da literatura - DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v7i2.5010

Silvia Helena Henriques Camelo, Emília Luigia Saporiti Angerami

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de identificar categorias de riscos psicossociais relacionados ao trabalho que podem levar ao estresse, e com isso permitir ao trabalhador uma aproximação a essa temática e contribuir para a elaboração de estratégias de gerenciamento destes riscos no ambiente de trabalho. Para a construção do trabalho foram utilizados artigos científicos, manuais e documentos oficiais publicados no período de 1984 a 2006. Os resultados mostraram riscos psicossociais relacionados a aspectos de organização, planejamento e gerenciamento do trabalho que podem levar ao estresse, sendo alguns deles: suporte precário para a resolução de problemas, ambigüidade e conflito de papéis, incerteza na carreira, falta de controle sobre o trabalho, relacionamento interpessoal insuficiente, interface trabalho-família, monotonia das tarefas, sobrecarga e esquema de trabalho. Este estudo revela a importância da participação das instituições na elaboração de estratégias para identificação e controle dos riscos psicossociais presentes. Intervenções focadas na organização são voltadas para a modificação de estressores do ambiente de trabalho, podendo incluir mudanças na estrutura organizacional, condições de trabalho, treinamento, autonomia no trabalho e relações interpessoais.

Palavras-chave


Riscos Ocupacionais; Estresse; Condições de Trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v7i2.5010



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)

 

Resultado de imagem para CC BY