Soluções químicas extratoras na avaliação da fitodisponibilidade do cobre em solos do Paraná

Helder Lopes Vasconcelos, Eduardo Bernardi Luchese, Ervim Lenzi

Resumo


Foram avaliados os comportamentos de extratores químicos em solos que receberam adubação de cobre, mediante dois ensaios com soja e milho como plantas testes em casa de vegetação. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com três repetições. Os tratamentos consistiram de três doses de Cu (0,0, 2,5 e 5,0 mg.dm-3), aplicadas na forma de solução de CuSO4.5H2O. As soluções extratoras utilizadas foram Mehlich 1 (HCl 0,05M + H2SO4 0,025M), EDTA 0,005M e DTPA 0,005M-TEA a pH 7,3, sendo os teores de cobre nos solos e nas plantas determinados por espectrometria de absorção atômica. A avaliação dos extratores foi realizada com base em regressão linear entre os teores de cobre na matéria seca das plantas e nos solos. Em ambas as culturas, o DTPA 0,005M-TEA a pH 7,3 apresentou coeficientes de correlação superiores aos demais extratores, revelando-se o melhor extrator para avaliar a fitodisponibilidade de cobre nos solos estudados.

Palavras-chave


cobre; extratores químicos; fitodisponibilidade; micronutriente

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v21i0.3019





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY