Análise energética da secagem de farelo de soja em secador rotativo indireto - DOI: 10.4025/actascitechnol.v28i2.1191

Gianini Regina Luz, Cid Marcos Gonçalves Andrade, Luiz Mário de Matos Jorge, Paulo Roberto Paraíso

Resumo


O farelo de soja é um produto importante do agronegócio brasileiro. A secagem do farelo de soja, uma das etapas da produção, é grande consumidora de energia e, normalmente, se realiza em um secador rotativo de aquecimento indireto. O estudo da secagem do farelo visando à redução de seu consumo de energia é importante para tornar esse produto competitivo. Assim, o objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento um modelo matemático, em regime estacionário, a fim de avaliar o consumo energético e a eficiência do processo. O modelo foi baseado em balanços de massa, de energia, equações constitutivas e empíricas. A validação do modelo foi feita a partir de dados operacionais de um secador rotativo de contato indireto da Cooperativa Agrícola Mourãoense (Coamo)

Palavras-chave


farelo de soja; secagem; modelagem; energia; secador rotativo

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v28i2.1191





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY