Efeito da maturação como covariável da diferença entre sexos na competência motora em adolescentes

Caio Ferreira Santos, Anderson Henry Pereira Feitoza, Alessandro Hervaldo Nicolai Ré, Mariana Cardoso Tudela, Maria Teresa Cattuzzo, Rafael dos Santos Henrique

Resumo


O objetivo do presente estudo foi verificar a diferença entre sexos na competência motora (CM) avaliada por produto e processo do movimento, e analisar o efeito da maturação como uma covariável influenciando a CM de rapazes e moças. A amostra foi composta por 50 adolescentes (28 meninos), com idade entre 11 e 17 anos (14,02±2,49), provenientes de duas escolas públicas. A CM foi avaliada em três habilidades (salto horizontal, saltito e arremesso sobre o ombro), por meio de medidas orientadas ao processo (sequências desenvolvimentais por componentes corporais) e ao produto do movimento (distância, tempo e velocidade, respectivamente). A maturação foi avaliada com o pico de crescimento em estatura (PCE). Diferenças entre os sexos foram avaliadas com a ANOVA e, posteriormente, a ANCOVA, utilizando o PCE como covariável. Os rapazes tiveram melhor CM em todas as habilidades nas medidas de produto do movimento e na maioria dos componentes corporais, que mediram o processo do movimento. Após a utilização do PCE como covariável, a magnitude da diferença entre os sexos aumentou na maioria das habilidades motoras para ambos os tipos de medida, favorecendo os rapazes. Considerando o efeito da maturação sobre a diferença entre os sexos na CM, ressaltamos a necessidade de observar a maturação ao examinar a CM na adolescência.

Palavras-chave


Desempenho psicomotor. Desenvolvimento motor. Maturação. Adolescentes

Texto completo:

PDF PDF (English) (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 0103-3948 (impresso) e ISSN 2448-2455 (on-line) e-mail: revdef@uem.br