O estoicismo no pensamento de Luísa Sigea: a dicotomia entre vida pública e vida privada

Maria Tereza Carrasco Botto Gonçalves dos Santos

Resumo


O presente texto pretende analisar o modo como Sigea se posiciona em face da questão prática de viver na corte, tópico central do Colloquium (Dialogue de deux jeunes filles sur la vie de cour et la vie de retraite), publicado em Lisboa no ano de 1552. O texto desenvolve-se através da explicitação de alguns aspectos como os do humanismo renascentista português, para depois analisar o modo como Sigea interpreta a formação necessária para se alcançar a vida feliz (beata uita).

 


Palavras-chave


Sigea; estoicismo; espelhos de príncipes; beata vita.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascieduc.v39i3.33555



ISSN 2178-5198 (impresso) e ISSN 2178-5201 (on-line) e-mail: actaeduc@uem.br